terça-feira, 25 de setembro de 2018

(Re) começar

Nem sempre é fácil dar o passo na despedida de um fim de ano. Nem sempre é fácil admitir que as crianças crescem e ganham asas, em busca de novos rumos e futuros. 

Assim, foram os últimos meses de um fim de ciclo de crianças de 5/6 anos, de um coração apertado mas tão cheio de carinho demonstrado por todos aqueles que fizeram parte desta caminhada. Agora voam mais alto, a par com as suas famílias que tão bem souberam mimar estes momentos.

O livro reinventa-se, volta ao início, e nele se redigirá uma nova história, a história de novos bebés a quem as asas do futuro são ainda suportadas pelos primeiros passos. As primeiras papas que outrora fizeram crescer, alimentam agora os primeiros vínculos, em que o colo e o mimo são TUDO!

E é tão bom voltar a sentir que somo tão importantes neste processo de crescimento, no ganho da autonomia em que um abraço, um colo e um embalo podem ser tanto.

Decerto serão anos que levarão ao voo, onde todos tripulantes mais ganharemos e nos tornaremos mais ricos!

 

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Projetar e colorir

A festa final de ano é um marco importante para todos. Não só porque nos deixa recheados de emoções como temos a oportunidade de partilhar com a comunidade aquilo que mais nos encheu durante o ano. Este ano o mote foi a História "A rainha das cores“ que sempre nos acompanhou como uma das nossas histórias preferidas.
A partir de um verdadeiro projeto, passo a passo, construímos aquilo que viria a ser a nossa atuação. Começámos pela escolha de música a partir da audição com registo através do desenho daquilo que uma selecção de músicas nos transmitem. 
Logo percebemos quais as melhores escolhas para representar esta história. De seguida partimos para a construção de instalações representativas das cores e consequentes sentimentos associados.
Assim pouco a pouco construímos aquilo que veio a ser um dos momentos altos do ano. Cheia de significado e valores, esta nossa atuação decerto ficará no coração de todos por muito tempo... Porque juntos colorimos o nosso caminho!

Acantonamento - um momento privilegiado de relações

É certo que, quando saímos para lá do portão da escola, os laços de relação e segurança se estreitam e ganham toda uma nova dimensão.
É por isto que o acantonamento é um momento tão importante no nosso ano. Saímos da escola e rumamos a um ambiente mais rural, onde podemos aumentar o leque de experiências e até enriquecer os nossos projetos.  
Praticamos os nossos desportos preferidos, fazemos caminhadas até ao rio, fazemos uma festa de pijama, vemos os animais da quinta e acima de tudo ampliamos o nosso leque de relações e culturas.
 É através deste contacto com o exterior que trocamos conversas sobre o meio e sobre aquilo que mais queremos saber.
Também aqui os nossos projetos são construídos com a ajuda dos conhecimentos transmitidos por adultos que dominam as áreas sobre as quais surgem as nossas duvidas.
 
Para além disso, este acantonamento teve um sabor especial pois pudemos ver como crescem as árvores de frutos plantadas com a ajuda das famílias, após os incêndios do verão passado.
Vimos assim de coração cheio! cheios de novas aprendizagem e conquistas, neste que é um ambiente tão especial.
 
 
 

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Relações de confiança e afeto

Os jogos sociais são efetivas oportunidades de estreitar e vincular laços de confiança e afeto no grupo. Através destes momentos, as crianças encontram oportunidade de, junto dos pares, intensificar relações vividas em outras situações de sala e/ou recreio, num momento privilegiado de desafio e jogo.
Vários podem ser os desafios colocados e planeados com as crianças, sendo que, o seu papel na planificação é fundamental pelo sentido de pertença e capacidade de organização que se vai desenvolvendo.
Desta vez, desenvolvemos um jogo de cooperação e confiança, manipulando bolas e arcos com o corpo e estimulando o equilíbrio em dependência com o outro. Numa primeira instância, desenvolvemos o jogo a pares, sendo que, gradualmente, o desafio intensificou-se pela necessidade de, em grupo, agir por um bem comum - manter as bolas equilibradas em deslocamento colectivo e/ou segurar os arcos unidos.
Num último momento, e de modo a retomar à calma, fizemos massagens com carrinhos, intensificando esta proximidade e estimulando a importância do relaxamento em contacto com  o outro. 
São situações como estas que aumentam as experiências de proximidade com os pares e a relação que se constrói todos os dias.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Realizações autênticas!

Chegou o grande dia...depois de todo o processo de planeamento e preparação, iniciámos a construção do comboio para o recreio. 
Com a ajuda das estagiárias Carmo e Priscila, vivemos um processo em que, atividade a atividade, construímos conceitos que nos levaram a colocar em três dimensões aquilo que tanto ambicionámos - ter um comboio no recreio.
Nesta etapa, recebemos a visita de um marceneiro, que nos ajudou a concretizar este projeto técnico. Começámos por ajudá-lo na preparação, ilustrámos este processo e ajudámo-lo na construção.
Que manhã tão rica e significativa!

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Cabelos de relva

Na passada semana, recebemos na sala um presente - 6 kits de relvinhas para construir.
 Assim, o primeiro desafio colocou-se quando percebemos que tínhamos que organizar equipas de trabalho já que recebemos 6 kits.
Logo pusemos à prova o nosso raciocínio matemático para formar grupos de 2 e 3 crianças, conclusão a que chegámos depois de colocar várias hipóteses.
 Seguiu-se a decoração do relvinhas, bem como a colocação da terra e sementes nos vasos.
Estas equipas formadas, responsabilizam-se, diariamente, por cuidar do seu relvinhas e, quem sabe, um dia cortar-lhe o cabelo :)

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Potencialidades dos materiais

No seguimento do projeto de construção de um comboio para o recreio, e associado ao processo de planificação do mesmo, fizemos uma experiência em redor da capacidade de flutuação dos materiais.
 Depois de cada um escolher um material da sala a experimentar, fizemos as nossas previsões e testámo-las numa caixa de água.
 No final, conversámos um pouco sobre as potencialidades dos materiais, relacionadas com a sua densidade - um conceito complexo que aos poucos vamos assimilando.
 Depois da exposição em grande grupo, todos tivemos tempo de melhor explorar estas potencialidades em pequenos grupos.