sexta-feira, 25 de maio de 2018

Relações de confiança e afeto

Os jogos sociais são efetivas oportunidades de estreitar e vincular laços de confiança e afeto no grupo. Através destes momentos, as crianças encontram oportunidade de, junto dos pares, intensificar relações vividas em outras situações de sala e/ou recreio, num momento privilegiado de desafio e jogo.
Vários podem ser os desafios colocados e planeados com as crianças, sendo que, o seu papel na planificação é fundamental pelo sentido de pertença e capacidade de organização que se vai desenvolvendo.
Desta vez, desenvolvemos um jogo de cooperação e confiança, manipulando bolas e arcos com o corpo e estimulando o equilíbrio em dependência com o outro. Numa primeira instância, desenvolvemos o jogo a pares, sendo que, gradualmente, o desafio intensificou-se pela necessidade de, em grupo, agir por um bem comum - manter as bolas equilibradas em deslocamento colectivo e/ou segurar os arcos unidos.
Num último momento, e de modo a retomar à calma, fizemos massagens com carrinhos, intensificando esta proximidade e estimulando a importância do relaxamento em contacto com  o outro. 
São situações como estas que aumentam as experiências de proximidade com os pares e a relação que se constrói todos os dias.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Realizações autênticas!

Chegou o grande dia...depois de todo o processo de planeamento e preparação, iniciámos a construção do comboio para o recreio. 
Com a ajuda das estagiárias Carmo e Priscila, vivemos um processo em que, atividade a atividade, construímos conceitos que nos levaram a colocar em três dimensões aquilo que tanto ambicionámos - ter um comboio no recreio.
Nesta etapa, recebemos a visita de um marceneiro, que nos ajudou a concretizar este projeto técnico. Começámos por ajudá-lo na preparação, ilustrámos este processo e ajudámo-lo na construção.
Que manhã tão rica e significativa!

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Cabelos de relva

Na passada semana, recebemos na sala um presente - 6 kits de relvinhas para construir.
 Assim, o primeiro desafio colocou-se quando percebemos que tínhamos que organizar equipas de trabalho já que recebemos 6 kits.
Logo pusemos à prova o nosso raciocínio matemático para formar grupos de 2 e 3 crianças, conclusão a que chegámos depois de colocar várias hipóteses.
 Seguiu-se a decoração do relvinhas, bem como a colocação da terra e sementes nos vasos.
Estas equipas formadas, responsabilizam-se, diariamente, por cuidar do seu relvinhas e, quem sabe, um dia cortar-lhe o cabelo :)

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Potencialidades dos materiais

No seguimento do projeto de construção de um comboio para o recreio, e associado ao processo de planificação do mesmo, fizemos uma experiência em redor da capacidade de flutuação dos materiais.
 Depois de cada um escolher um material da sala a experimentar, fizemos as nossas previsões e testámo-las numa caixa de água.
 No final, conversámos um pouco sobre as potencialidades dos materiais, relacionadas com a sua densidade - um conceito complexo que aos poucos vamos assimilando.
 Depois da exposição em grande grupo, todos tivemos tempo de melhor explorar estas potencialidades em pequenos grupos.

Dia da Mãe

A manhã de domingo encheu-se de sol, carinho e um convívio especial. A par da comemoração do dia da mãe, vivemos uma manhã de família, onde brindámos as mães com mimos bem especiais.
 
 Depois do interessante e individualizado trabalho de projeto em redor do que gostaríamos de fazer para a mãe, decidimos entregar-lhes uma mala recheada do que elas mais gostam. 
 Assim, entre livros, colares, quadros, e outros, preparámos um CD com as músicas preferidas das mães, recolha esta na qual o apoio dos familiares cumplices foi essencial.
 Foi um bonito e especial pequeno almoço que decerto ficará nas memórias de todos :)
 

segunda-feira, 16 de abril de 2018

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Do 1 aos 5 num dia

Na passada semana recebemos a Sala da Marta Reis que connosco passou um dia. Foi uma sexta-feira muito especial, em que esta sala de creche veio tornar diferente todo o decorrer do final da nossa semana. De entre tricículos de rolavam pelo recreio, aos jogos de cucu que surgiram pelas janelas, muitas foram as situações espontâneas que tanto espelham a riqueza destas convivências geracionais.
Para além das novas amizades traçadas, estivemos com os irmãos de algumas crianças da nossa sala. 
Foi neste ambiente de parceria, que preparámos uma comunicação adaptada ao público alvo. Decidimos promover um momento lúdico de dramatização de uma história, onde tudo foi pensado ao detalhe. Desde o ambiente, à música, passando pelo tema, promovemos um momento de convivência geracional de grande significancia para todos.