quinta-feira, 30 de novembro de 2017

De onde vem a eletricidade?

No âmbito do projeto da "De onde vem a eletricidade?", visitámos o museu da eletricidade em Belém. As curiosidades eram mais que muitas e, pela experiementação e visita pelas várias fontes de energia, acabámos por enriquecer os nossos conenhecimentos.
Ficamos a conhecer diferentes fontes de energia , entre as quais a força da água, o sol, o vento e o carvão. Este último, foi alvo de uma maior explicação, já que aprendemos que este museu foi, em tempos, uma central elétrica de produção de eletricidade a partir do carvão.
Voltámos para a escola cheios de novas arendizagens que decerto apoiarão a nossa divulgação deste projeto. 


terça-feira, 7 de novembro de 2017

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Raciocínios matemáticos que crescem

Com o passar do tempo, com  crescer dos braços e das pernas, também o nosso raciocínio nos surpreende todos os dias. Prova disso são as nossas tardes de matemática que nos surpreendem com desafios, cada vez mais complexos, que nos obrigam a tentar chegar mais além. Desta vez, e através do método abstrato e criativo Pappy, fizemos contagens...
 Identificámos números, com a  ajuda da casa dos números...
E até formámos conjuntos...
 Tudo isto apenas com pontos, setas e cordas!
No final, registámos nos nossos cadernos.

Bola laranja às riscas pretas...


segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Feira do livro


3 comboios 3 perspectivas

Como é sabido, a área da expressão plástica tem potencialidades sem fim. Desta vez, o S.C. decidiu procurar os materiais existentes nesta área para construir um comboio. O entusiasmo surgiu logo com a construção, bem como culminou com a comunicação desta produção ao restante grupo. 
Os comentários, essenciais para o comunicador, tornaram muito significativa esta produção, bem como autor, orgulhoso, foi convidado a registá-la em papel.
Tal com o é característico em circuitos de aprendizagem como estes, logo dois amigos, o B.R. e o R.A., quiseram também construir os seus comboios em lego, bem como registá-los em papel.
Logo estas diferentes perspectivas foram de novo lançadas ao grupo, num momento de comunicações, bem como expostas para a comunidade escolar.
E assim, partindo do simples e particular, se valorizam conquistas individuais que, em circuitos sociais significativos, ganham nova perspectiva e potenciam novas descobertas.

A banda passou e foi um sucesso

Há muito que os ensaios decorriam e a ansiedade em apresentar a banda ao público fervilhava cá dentro. Depois de entregues os convites para o concerto, a comunidade escolar foi convidada a assistir ao primeiro e inédito concerto da banda da sala.
 Os artistas, embora nervosos e ansiosos, estiveram à altura do desafio a que se propuseram. O feedback final não poderia ser melhor. Para além dos pedidos de "bis" e da legião de fãs que se formou, os comentários foram muito positivos, bem como se pediram novos eventos e um eventual lançamento de CD.
Não poderíamos estar mais orgulhosos!

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Conhecer Antoine Gaudí

Depois de uma visita à cidade de Barcelona, a V.L. trouxe, pelas suas mãos, a obra de Antoine Gaudí. Seria impossível não nos apaixonarmos pela sua história, que melhor conhecemos através dos livros e fotografias das suas obras magnificas, bem como pela construção de uma réplica da sagrada família oferecida pela família da V.L.
Inevitável foi também a vontade de melhor conhecer a sua história, bem como as suas técnicas de construção e ideais, que nos incentivaram a conhecer cada vez melhor a sua vida e obra. Assim, após algumas partilhas das famílias e comunidade (livros e fotografias), pesquisas e consequentes descobertas, comunicámos à família e comunidade escolar a obra deste arquitecto, expondo-a à porta da sala.
 
No meio de todo este processo, descobrimos que uma das suas técnicas preferidas de construção e manipulação de materiais chama-se trencadis, que consiste no revestimento de superfícies com azulejos partidos e normalmente coloridos. Com a ajuda da Vanessa, percebemos que uma técnica muito conhecida portuguesa também utiliza pedras colocadas de forma organizada e por vezes portadoras de padrões e/ou imagens - a calçada portuguesa - que melhor fomos ver e sentir no pavimento da nossa escola.
Em parceria com o 1ºciclo, e após a nossa comunicação desta pesquisa, percebemos que poderíamos recorrer à reutilização das cascas de ovos, a fim de simular esta técnica.
E assim, aos pedacinhos, vivemos um pouco da vida de Antoine Gaudí, que tanto nos marcou com a sua história.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Van Gogh um dia depois

Com as experiências potenciadas pela visita à Cordoaria Nacional, foi inevitável o boom artístico que se seguiu...
 Os autoretratos de Van Gogh
 Girassóis e esplanadas à noite
 As amendoeiras a começar a florir
 Um quarto em construção
Uma jarra com flores a brotar
 E assim trouxemos Van Gogh para a sala!

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Experienciar Van Gogh

Hoje foi dia de experienciar algo único e diferente. Com os 5 sentidos bem apurados, entrámos nas obras de um pintor bem famoso - Van Gogh Alive Experience.
Depois de, em sala, descobrirmos quem foi Van Gogh e, nós próprios, reproduzir algumas das suas obras mais famosas, chegou o momento de participarmos numa experiência, onde fomos rodeados pela sua história.
De barriga para cima, a rodopiar e até a dançar, experimentámos entrar no mundo mágico de Van Gogh.